domingo, 7 de abril de 2013

A propósito...


... desta postagem do MS e do meu almoço que foi Leitão (há coincidências do camandro!) , lembrei-me de uma cena caricata que só deve acontecer a pessoas destrambelhadas e imensamente sensíveis como eu. Eu sou daquelas pessoas que gosta muito da costelinha e da carninha mas dispensa bem a pele tostada do bicho. Haviam de ver o meu ar enternecido quando eu e o meu ex-namorado comíamos leitão juntos. Aquela troca de peles e carne simbolizava o nosso encaixe perfeito e a ausência de desperdício. (Pensava e sentia eu!) Hoje a saborosa pele (not!), que podia fazer tão feliz qualquer ser humano vai ser o santo graal do meu cão. Isto tudo para dizer que há momentos que, por mais estapafúrdios e básicos que sejam, deixam uma marca gigante naquilo a que chamamos história, a nossa história, e que por mais que queiramos não conseguimos apagar, esquecer. E ainda bem... Ainda me valeu umas boas gargalhadas a lembrança!

3 comentários:

Maria disse...

São os momentos mais inesperados e por vezes as recordações de situações mais prosaicas que por vezes ficam na memória e aí ganham novo estatuto para sempre!!!!
Bjs
Maria

rosinha cruz disse...

Ainda bem que todos temos momentos assim.
Ao contrario de ti eu despenso a carne para comer a pele.
Beijinhos

From now on, please, call me Tinkerbell* disse...

Maria, eu faço por isso! ou pelo menos tento*

Rosinha, entao era a ti que devia ter enviado o santo graal! :)