quarta-feira, 31 de outubro de 2012

A sério?!


Ele tem prazos a cumprir. Eu estou prestes a entrar de férias. Ele andou a empatar este mês todo na correcção do receituário. Eu orientei mais encomendas do que seria suposto, com o atendimento diário à mistura. Ele saiu quase sempre a horas e eu dei horas à casa. Porque razão é que acha que eu tenho o dever de arcar com o serviço todo hoje só porque não soube controlar o tempo? Acho uma piada a esta gente. Se fosse a primeira vez, ainda se dava um desconto... só que já são meses de rotina que devia estar mais que entranhada. Dêem-me paciência e não força!

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Como eu sou uma atrasada no que respeita a estas modernices femininas...


... só hoje é que descobri estas maravilhas! Deixem que o meu vício mais sublime seja saciado.





FACTO #75


‎Eu não tenho mais tempo para ser aquela pessoa certa na tua hora errada.

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

FACTO #74



Não falto à chamada!



Mais um ano, mais um Polar Post Crossing... porque a tradição ainda é o que era!
Para mais informações dirige-te ao blogue + quadripolar de todos os tempos!
Quem não aderir é um ovo podre!

Abençoada seja...


...esta semana por ser constituída apenas por 3 dias laborais! Amén!*

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Habemus Joãozinho!* #3


Ossos do Ofício: Hoje, no meio do movimento diário da farmácia, tive que fazer uma pausa para atender às necessidades do miúdo. Daí surgiu o direito a estrear-me na arte de bolsar do rapaz. (Yey!) Há ali um qualquer problema regurgitante e, no célere passeio que demos de não mais que 5 passos e meio, eis que a minha camisola verde de lã ficou adornada de branco. Tenho que agradecer, de coração, à Pierre Fabre pelos maravilhosos toalhetes da Klorane. Tive o cheiro da calêndula a camuflar, até agora, o presente do meu puto! Missão superada!*

Socorro!


Neste momento, tudo é motivo de distração para o trabalho que tenho que fazer. Vejo-me a fazer km's nesta farmácia, para trás e para a frente, só porque não consigo arranjar vontade para zarpar da minha vista notas de crédito e encomendas. Até já dei por mim a contar os pingos de chuva na janela de grades. Que caia sobre mim o poder eléctrico da execução laboral, por favor!*

FACTO #73


Faz um ano que te reciclei na minha vida. Veredicto: nada arrependida.

sim!*




terça-feira, 23 de outubro de 2012


E, depois do dia de trabalho, acabar a noite a dinamizar projectos no café a que vinha na minha infância com o meu avô é, deveras, sentir-me em casa. É uma tasca rústica, com bancos de madeira e mesas criadas a partir de pipas de vinho. Tem recordações de tempos idos e um LCD gigante. O dono tanto coloca a VH1 a altos berros como nos congratula com concertos de Leonard Cohen. No caminho da tasca para o carro tenho sempre o privilégio de ver o cais e fitar a bateira que era do meu avô e sempre me levou em passeios pela ria. Há dias em que o que mais quero é sair desta terra. Há outros em que me deparo com o privilégio que tenho em poder contactar, diariamente, com as minhas memórias mais felizes. Eu sou aquilo que outros viveram a meu lado, sou a história que fui criando. Eu sou lugares, recordações, objectos e sentimentos. Eu sou um ser estranho e eternamente deslumbrado pelo que me rodeia. Que nunca me tirem os meus sítios, as minhas pessoas. Se quiserem fazer parte de mim venham... mas venham sem segundas intenções, sem jogos, sem tempo contado. Venham para ficar, para me ouvir, para me criar. Ou não venham de todo. Preciso de quem cria memórias boas, de quem me faça recordar lugares e querer voltar lá vezes sem conta. Preciso de quem honra o compromisso de, simplesmente, se instalar. Assim, sem prazo de validade, com todo o mistério honesto que comporta dentro de si.

"Vive esta hora" - disse-me Ele!



É com esperança renovada que iniciamos esta missão que Aveiro nos propõe. Não caminho sozinha e isso é gratificante. Pensa-se a dinamização de um projecto com aqueles que viveram uma vida a nosso lado. Responsabilidade é depositava nos nossos ombros. Somos o rosto de um desafio que tem tudo para dar certo mas que, com toda a certeza, atravessará momentos menos bons. Sabe-se quais são os prós e os contras desta viagem, à qual dissemos um "sim" cego e crente. Procuramos levar a esperança aos corações perdidos. Queremos fazer sorrir o outro de uma forma desinteressada. Precisamos de criar oportunidades onde só vêem e sentem dificuldades. Audaz e utópica esta vontade expressa de tornar o mundo um pouco melhor... mas não impossível! Falaremos a todos, tentaremos chegar a todos, persistiremos na vida daqueles que nos quiserem ouvir e acompanhar. Porque a grande festa ainda agora começou. Vivamos, missão a missão, a alegria criativa de proclamar os ensinamentos que nos foram transmitidos. Rejubilemos, enquanto seres humanos conscientes do poder transformador que temos em mãos.

00.20 h  - Pardelhas, mais um passo gigante na organização da tua missão. Que a vontade de criar não esmoreça. Amanhã há mais.
 

domingo, 21 de outubro de 2012

sábado, 20 de outubro de 2012


Paixão, dos Heróis do Mar. Esta música é daquelas músicas que me causam urticária e me enervam solenemente ao primeiro acorde. Só que, quando chegada aos ouvidos meus, vinda da Praça da República, em forma de bom dia e a três vozes, não há como resistir a soltar a primeira e mais sincera gargalhada do dia! Gosto de ti. Pela loucura natural que carregas nos genes.


Realizo-me com "ninharias"!


Gosto de dormitar no sofá, para aliviar o cansaço, e sair fora de horas para comprar bilhetes para o concerto de amanhã. Gosto de minis tardias, no bar perto de casa, com amigos retornados. Gosto de voltar ao ninho, desta vez para dormir um pouco mais "à séria", ciente que amanhã o trabalho me espera durante todo o dia. Gosto desta vida... bem mais calma, bem menos impulsiva e desenfreada, bem mais adulta!

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

FACTO #72


Eu adorava ter ido a este casamento!
Leiam e deliciem-se.
A gargalhada final é certa.

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Tenho amigos que me inspiram os dias!*


Todos passamos, alguma vez na vida, por momentos que não compreendemos ou não queremos aceitar. Porque nos magoa, dói… E a dor enturva-nos os olhos e desfoca-nos da realidade, do objectivo.

O objectivo é amar, harmonizar, compreender, perdoar... Sem proveito próprio senão a própria satisfação de o fazer.

Por muito que algumas fases na vida sejam duras, temos de passar por elas como se fossem uma lição e não como um castigo.

Passamos pelo que passamos por que temos que passar. Por mais que às vezes pareçam injustas, as lições que levamos na vida permitem-nos vê-la de uma nova perspectiva, que de outra forma, não seria possível. Isto é importante!

Agora compreendo e vejo tudo mais nítido. Não mudei a minha ideia, mudei a minha atitude.

Ergam-se, encham-se de força e coragem, continuem a evoluir, porque o mundo sem cada um de vós não era igual.

Obrigada por existirem e iluminarem o mundo com a vossa imensa luz.

Grande abraço,
S.

Música que se um dia dissessem que eu ia ouvir em modo repeat, eu mandava internarem-me! #13




Não sei se é da altura do ano, se é alguma desregulação nos índices hormonais... mas é isto que se ouve aqui e não muda!

terça-feira, 16 de outubro de 2012


Talvez seja melhor, de quando em vez, dar hipótese ao raciocínio de fazer o que lhe compete. Em vez de deixar que o ego e o orgulho levem sempre a melhor sobre este, há dias que convém parar e reflectir. Secalhar a outra parte não está a fazer jogo nenhum. Secalhar não há qualquer tipo de teste. Secalhar é só a nossa mediocridade, incerteza e consciência a "dar de si". E, quando assim é, corremos o risco de perder mais do que aquilo que ganhamos. Chega a uma altura em que a paciência para actos imaturos simplesmente deixa de existir. Chega a uma altura em que já enjoa tamanho imbróglio a que certas pessoas se sujeitam. E vamos ficando nos bastidores, à espera do dia em que a vida se encarregará de lhes ensinar o que vale realmente a pena. 
O que é certo é que esse dia parece estar longe... ou então não há qualquer tipo de vontade de o descobrir. Sendo assim, resta continuar a viver as nossas vidas lamentando, em grande escala, o facto de perderem tempo a culpar o mundo e a sociedade pela infelicidade quando, o único culpado/inimigo/obstáculo que têm na vida são, só e simplesmente, eles mesmos!

segunda-feira, 15 de outubro de 2012



FACTO #71


Há coisas que eu não digo mas que gosto quando percebem. Há coisas que eu nego mas que gosto quando há alguém para me contrariar. Há coisas que eu ignoro mas que gosto de constatar que percebo. Não te deixes levar pelo meu silêncio, muitas vezes ele só espera alguém que o entenda.

domingo, 14 de outubro de 2012


WALDEN - Estou perdoado?
ZOEY -  Depende. Irás procurar outras mulheres de cada vez que tivermos uma discussão?!
WALDEN - Não, enquanto eu souber que me amas.

in Two and a Half Men
|Season 9, Episode 17|

DAS SAUDADES | Sábias palavras!*




sábado, 13 de outubro de 2012

Os eventos culturais estão de volta à minha vida!*



Em modo...


Filha, mudei o roupeiro! É a rebaldaria matinal ao som do berbequim e do martelo...

9 meses depois...


...o fim de semana volta a ter 2 dias inteirinhos para gozar!  
Vamos lá!*

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

boa noite!*



DOS DESAFIOS ACEITES |



75 anos de história de uma Diocese que é a minha. Um plano delineado para ser comum aos seus membros, espalhados por 10 arciprestados. Um lema que provoca o espírito desgastado e descrente que me tem habitado. Não poderia ser indiferente a esta missão que ajudei a solidificar. Não poderia deixar de sentir meu este projecto em que acredito. Sinto-me "destinatária, protagonista e agente da missão". 


E isso desencadeia força suficiente para dar o meu sim a esta hora que é preciso viver. Digo sim à implementação da mesma na minha paróquia. Digo sim aos rostos que me fitam, motivados. Digo sim à minha fé que quer deixar de estar esmorecida. Digo sim ao "dar", ao "servir", ao "entregar". Digo sim a um mundo melhor, que almeja uma maior união, caridade e esperança nele. Digo sim à evangelização, pelos meus próprios passos. Digo sim à renovação interior, à ousadia e ao envolvimento. Digo sim ao trabalho de equipa, à criatividade, ao testemunho. E, principalmente, digo sim ao chamamento, à minha vontade, ao meu coração. Eis-me aqui. Estou pronta!*

Try, please, try (me) !



terça-feira, 9 de outubro de 2012

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

domingo, 7 de outubro de 2012



Sim, aqui é o lugar onde coisas horríveis acontecem.
Tinhas razão quando optaste por ir embora. És, provavelmente, um sobrevivente.
Olha para mim. Eu praticamente cresci aqui. E tens razão quando dizes que este sítio me magoa e que, provavelmente, nunca vou superar a mágoa causada.
Tenho muitas lembranças de pessoas, pessoas que perdi para sempre. Mas também tenho outro tipo de recordações.
Foi aqui que me apaixonei, foi aqui que encontrei a minha família, foi aqui que aprendi a ser uma profissional de saúde, a ser responsável por outras vidas. E, foi aqui que te conheci.
Resumindo, acho que este lugar me tem dado tanto quanto me tem tirado. Vivi aqui tanto quanto sobrevivi... depende da forma como analisamos a situação.
E é da forma mais positiva que me vou lembrar de ti. Espero que estejas bem.*


Grey's Anatomy
|Season 9, Episode 2|

O melhor energizante para revolucionar um quarto?!



Este álbum... em modo repeat!

sexta-feira, 5 de outubro de 2012


O que é que leva certas pessoas a fazerem questão de humilhar e criticar actos tão rotineiros e próprios dos seus semelhantes se, mais tarde, vão realizá-los e fazer questão de os partilhar com o mundo?

Porque é que promovem discussões, mau estar, lágrimas e ferem sentimentos para depois fazerem exactamente o que, aos berros, condenaram?

Todo o ser humano tem o direito de mudar de opinião. Há até alturas que, em prol do crescimento, tem mesmo o dever de o fazer. Mas eu hoje só tenho vontade de lhes dar um tiro... no pé... por todo o sofrimento e crises desnecessárias que induziram... ainda por cima sem razão nenhuma!



... só e somente!*

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

FACTO #70



... and it's a work in (never ending) progress!

Mas porque é que está meio mundo a sentir-se defraudado com a estratégia de marketing da Cacharel?!



Aquando do conhecimento da notícia achei fofinho e hilariante e, a ser real, era algo único e corajoso, nos tempos que correm. Veio meio mundo pôr em causa a sanidade mental do rapaz, chamou-o de stalker. Eu fui deixando os dias passar e fui tomando conhecimento dos desenvolvimentos da história. Passou para a TV, para jornais e, aí sim, comecei a achar que a acção era um bocadinho mais do que aquilo que nos fizeram acreditar que seria. Mas aguardei. Não me sinto de todo defraudada por ter acreditado que ainda seria possível alguém correr o mundo e accionar os meios que pudesse para descobrir outro alguém que não gostaria de perder contacto. Não me sinto de todo defraudada por tocarem numa temática tão complexa como é o caso das relações humanas. Fico é triste por constatar que, numa grande parte das pessoas, o conformismo e o cepticismo habitam todo um coração e uma vida, não dando sequer hipótese ao puro acto de sonhar. Não se permitem a acreditar em algo que foge ao óbvio, ao compreensível e ao racional. Diz-se por aí que é a forma mais inteligente de viver, evitando o sofrimento. 
Quanto a mim, acho que vou continuar a ser burra, aguentando as consequências de tal decisão. É que já não é a primeira vez que a minha falta de esperteza me leva a viver momentos inesquecíveis de tão perfeitos que foram, a roçar o impossível aos olhos de muitos, só porque me permiti a esse condenável acto de sonhar.

terça-feira, 2 de outubro de 2012

E é com imensa alegria que constato que vais realizar um dos teus sonhos, exactamente como querias! Boa boa!*


Porque não há mágoa que consiga ser maior que a felicidade de ver as pessoas realizarem sonhos. É o que dá ter um coração de manteiga!  
e ser burra todos os dias... mas é o que está e não altera!*

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

FACTO #69


Nunca conseguirei aceitar o que não posso entender. (só para que conste!)