quarta-feira, 20 de novembro de 2013



Quantos de nós teria este gesto, desinteressado, de amor e humildade? Poucos, ou até mesmo nenhuns. Mas é isto que me renova a fé na humanidade, que me enche os olhos de lágrimas, que revela a minha pequenez e me alerta para o facto de ainda ter de percorrer muito caminho para chegar aos calcanhares de tamanha bondade. Obrigado Francisco... por nos inspirares a ser cada vez melhores, a discriminar menos e a ver bem com o coração.

2 comentários:

rosinha cruz disse...

Muitos poucos infelizmente...:)
Beijinhos

From now on, please, call me Tinkerbell* disse...

Mas os poucos que o conseguirem serão uma dádiva dos céus, uma inspiração! :)