domingo, 20 de fevereiro de 2011

O botão RESET...


Eu adorava que este botão existisse! Não para apagar o que o ser humano faz de errado mas antes para não deixar que medos, mesquinhices, desilusões e frustrações passadas atrapalhem o futuro.
Depois de amores obssessivos, depois de receber o mínimo numa relação achando que era o máximo, depois de ir "ficando à margem" para "não incomodar", fui-me habituando à mediocridade e adaptando-me ao mesmo estilo de vida. Sabia que existia "mais e melhor", ambicionava-o mas, pelos vistos, é mais difícil lidar com isso do que o que estava à espera.
Tantas vezes me achei corajosa por contornar obstáculos, por os superar e por me ver derrubá-los como se de um castelo de cartas se tratasse, que me fui habituando a isto: contornar, superar, lutar incessantemente, sofrer, viver na insegurança e no drama, sofrer mais um bocadinho...
Mas, bem vistas as coisas, que coragem tenho eu quando não consigo controlar a ira que me assola as veias, que faz o sangue crepitar e me enche o coração de medo, forçando a abertura das cicatrizes que ainda são novas? Que coragem tenho eu quando vejo a felicidade estacionada ao meu lado, de braços abertos, capaz de tudo por mim e lhe grito mentiras e injustiças só para forçar o seu afastamento? Que coragem senhora?!
Só queria ter este botão RESET para aqueles dias em que digo que preferia lidar com catástrofes a ser feliz... Porque é mentira, porque não o sinto verdadeiramente, porque é somente o meu lado ferido a não querer sê-lo mais!
A minha alma está pisadinha... mas ainda não foi desta que ele me deixou desistir!

Se preciso de ser consertada?! Mais que tudo na vida...

2 comentários:

Gonçalo disse...

Confia mais em ti e nas pessoas de quem gostas. Só assim estarás mais vezes feliz :)

Beijinhos***

Lu! disse...

Tu consegues :)