segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

I'M FEELING THIS! #2



by Sara Sem Sobrenome

Tenho que subscrever inteiramente a Sara. Que haja uma deturpação da verdadeira essência destes dias, não tenho a mínima dúvida. Os senhores comerciantes exploram como se não houvesse amanhã o sentimentalismo da coisa... mas só nos deixamos corromper se quisermos!

Eu adoro o Natal, não deixo de dar presentes mas não o limito a isso.

A Passagem de Ano é tratada como a celebração de um recomeço, de uma esperança no consertar o que está errado que nunca morre.

O Carnaval diverte-me porque implica desfiles e fatos de fantasia, estadias com amigos que estão longe, folia, cantoria, alguns atritos devido ao álcool e planeamento de um futuro que não saberemos se se vai realizar.

A Páscoa tem uma componente sentimental pesada e ao mesmo tempo uma ideia de compromisso e testemunho que muitos não entendem porque é algo que não se aprende nos livros... mas antes, vive-se!

Os dias da Semana serão sempre um martírio para quem não tem gosto pelo que faz, para quem não tem ambições nem sonhos (por mais utópicos que sejam), para quem não acredita que pode vencer!

Quanto aos meus anos (que serão comemorados lá para quinta-feira!), é uma data especial! É o meu dia, aquele em que sou especial das 00.00h às 23.59h! Gosto de fazer anos e não me assusta ficar cada vez mais velha... é que consigo olhar para trás e escrever 2 livros e realizar um filme do que tem sido a minha vida!

O Magusto e o Halloween, os Santos Populares e outras datas que implicam festas são dias para celebrar. Há sempre uma componente histórica por detrás de cada uma destas datas e eu, graças aos santos e aos belos professores de uma vida, sei-as todas! E porque raio é que não podemos ou não devemos (aos olhos de muitos) continuar com as tradições?! Um dia espero poder passar todo o entusiasmo, toda a componente histórica e toda a vontade de criar e festejar aos meus filhos... Com os meus gémeos já ando a trabalhar!

E quanto ao dia de hoje, Valentine's Day como gosto de lhe chamar, há alguém que já disse tudo aquilo que vos queria dizer... Aqui está:


by Ana



Realmente eu já estou como o Anúncio da Sumol: Vai haver um dia em que vais começar a implicar com todas as datas, a não gostar de as comemorar ou que elas existam... Quando esse dia chegar, não lhe fales. Mantém-te original!

3 comentários:

Tilida5ever Design-Rosinha disse...

Adoro a SARA...

Gonçalo disse...

Boa reflexão :)

Beijinhos***

Ana disse...

Concordo muito com o texto da Sara. Parece que agora é moda não gostar de datas.