quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012


Gosto das perguntas directas e sem pudor, daquelas para se saber algo em concreto. Gosto ainda mais de respostas decididas e honestas, sem que a sombra do medo de se estar a magoar ou não ser entendido paire. Quem disser que estas atitudes não são as determinantes de uma felicidade honesta, nunca sentiu o prazer de se afirmar sem julgamentos, nunca sentiu a alegria de ser, verdadeiramente, o que é, enquanto pessoa... com pensamentos, defeitos, qualidades e matéria muito própria! A isto chamo unicidade... e a ela me vou entregando, dia após dia, cada vez mais!

2 comentários:

Things disse...

gosto de uma boa sinceridade...:)

Heriwen disse...

Este post podia ser a legenda do meu dia...

Conheço pessoas que são pouco directas, honestas e sinceras. E afasto-me.

Faz-me impressão, viva a autenticidade =)