segunda-feira, 11 de julho de 2011

E aqui no meio das minhas deambulações...


... recordei a história surreal que vivi hoje no comboio! Entrou um rapaz com sérias e graves deficiências, de cadeira de rodas. Ficou-me na retina o facto do revisor, aquando da sua entrada, pôr logo em causa, com o ar mais arrogante do mundo, a capacidade dele entrar sozinho no comboio. A "coisa" passou-se. Uma paragem antes dele querer sair, e com o comboio bastante cheio, o rapaz pôs-se a tocar a buzina, o mais que podia e, vendo que o revisor não chegava e o comboio estava a chegar ao destino, as pessoas começaram a chamá-lo. Nem assim. Tiveram que chamar o maquinista e dizer-lhe para ele não seguir com o comboio, uma vez que a rampa estava trancada num espaço. Quando o senhor revisor chega à beira do rapaz, com a maior lata e arrogância do mundo, responde-lhe: "Para a próxima vê se dizes antes onde queres sair que eu não sou obrigado a adivinhar!" Só vejo o rapaz a levantar-se da cadeira, a emitir sons (que era a única coisa que conseguia fazer) e a dar um valente murro no varão central! Todo ele era uma pilha de nervos, que quase o impediu de sair do comboio, tal era a incapacidade de fazer as manobras. Arrepiei-me dos pés à cabeça, senti-me pequena e escandalizada. Não reagi até chegar ao meu destino. Como ninguém o fez... E não critiquem porque uma atitude de falta de humanismo deste género, é impensável nos dias que correm! Hoje não fiz nada... amanhã quero ver se vou informar a CP! Não posso permitir que estas pessoas se afundem mais na solidão em que estão...

3 comentários:

Palavra Já Perdida disse...

São situações tristes e que ñ deveriam sequer acontecer nas nossas mentes.
Já aconteceu uma vez no autocarro, entrou um rapaz deficiente e ele ainda não estava sentado, o motorista arranca e o rapaz dá um valente trambolhão. Fiquei com tanta pena. E o motorista nem desculpa, nem nada. Enfim !

Néua disse...

Princesa, não é falta de humanismo, pura e simplesmente é a reacção que o ser humano tem, ou falta dela a um acto que consideramos impensável e que nunca aconteceria à nossa frente!
É apenas estupefacção! É triste isto acontecer :S

just me disse...

temos muito a aprender, como sociedade....